Arthritis

Tonifique a investigação sobre o reumatismo.

Por cada Huile “Tonic”* vendido, Clarins contribui para o financiamento de um programa de investigação sobre as doenças reumáticas.

*Este óleo é um produto cosmético. Não exerce qualquer ação terapêutica sobre o reumatismo.

Tonic Body Treatment Oil

Huile "Tonic":

Um produto emblemático para tonificar a investigação.

A quintessência da perícia Clarins:

  • No centro desta fórmula à base de extratos de plantas 100 % puros, o óleo essencial de hortelã brava contribui para tonificar a pele, proporcionando-lhe em simultâneo uma sensação imediata de frescura.
  • O Huile "Tonic" firma, tonifica e aumenta a elasticidade da pele, atenuando assim o aparecimento de estrias. É indispensável durante a maternidade ou em período de emagrecimento.

53,00 €

Objetivo:

Abrandamento zero na Investigação!

O seu efeito tonificante para o corpo e o espírito exprime a vontade da Clarins de acelerar a Investigação. Não é o momento de relaxar: ao comprar o Huile "Tonic", tonifica o seu corpo e a investigação com um único gesto!

Uma vez que as doenças reumáticas também são apelidadas "doenças do esqueleto enferrujado", a escolha de um óleo é também um piscar de olhos dinamizador.

VER O VÍDEO

Tonic Body Treatment Oil

A Fundação
Arthritis e Clarins:
uma relação de amor.

Sentindo-se impotente perante o sofrimento da sua mulher, que sofria de artrite reumatóide, Jacques Courtin-Clarins, fundador da marca Clarins, decide criar, em 1989, a Association de Recherche contre la Polyarthrite (Associação de Investigação contra a Artrite – ARP).
Reconhecida como fundação de utilidade pública em 2006, a Fundação Arthritis é a principal iniciativa privada de recolha de fundos na área das doenças reumáticas graves em França.

Os seus objetivos: subvencionar a investigação sobre as doenças reumáticas graves, contribuir para a descoberta de terapêuticas inovadoras. Contribui igualmente para a divulgação de informação sobre estas doenças, para a sua prevenção, bem como para a melhoria da qualidade de vida dos doentes.

Os meios de que dispõe: no seu conselho científico, reúne os mais importantes investigadores e reumatologistas europeus. Em 2016, a Fundação Arthritis distribuiu mais de um milhão de euros para investigação.

Clarins assume a totalidade dos custos de funcionamento da Fundação: 100 % dos donativos são assim direcionados para a Investigação. www.fondation-arthritis.org

"Um mal tão antigo como o mundo: as doenças reumáticas articulares. No entanto, há quase 40 anos que estas doenças, por vezes degenerativas, reconhecidas como “autoimunes”, estão mais bem classificadas".

Dr. Olivier Courtin-Clarins

"Parece uma história comum, mas é uma doença insuportável. Articulações doridas e inchadas, um cansaço que consome tudo, perguntas… Porquê? Porquê eu? Porque não sabemos nada?
Das consultas com o médico ao hospital, às dúvidas sobre a realidade da doença… Soluções que se revelam infrutíferas: analgésicos, relaxantes musculares, repouso... É um problema que se vai tornando cada vez mais grave e que pode levar a uma perda de autonomia total.
Um mal tão antigo como o mundo: as doenças reumáticas articulares.
No entanto, há quase 40 anos que estas doenças, por vezes degenerativas, reconhecidas como “autoimunes”, estão mais bem classificadas. Algumas manifestam-se logo na infância, outras, na adolescência ou na idade adulta. Prolongam-se e instalam-se, desgastam as articulações, esgotam as vontades numa procura constante de alívio, de bem-estar, de harmonia com o próprio corpo. "

Sabia?

  • Em França, uma em cada cinco pessoas é afetada por estas doenças
  • Muitas vezes, trata-se de jovens adultos
  • São a principal causa de deficiência após os 40 anos
  • Provocam uma deficiência grave
  • Causam grande sofrimento

VERDADEIRO ou FALSO

Teste os seus conhecimentos.

As doenças reumáticas afetam principalmente as pessoas idosas.

FALSO Associamos muitas vezes as doenças reumáticas às pessoas idosas. Contudo, o reumatismo também pode afetar crianças, adolescentes e, sobretudo, jovens adultos. Em França, a idade média das pessoas que sofrem de artrite reumatoide é de 36 anos, e mais de 4000 crianças sofrem de artrite juvenil, uma forma inflamatória de reumatismo.

As doenças reumáticas inflamatórias (artrite, espondiloartrite...) são doenças genéticas.

FALSO A genética não é a única causa, quando se trata de doenças reumáticas. Como é possível, por exemplo, que apenas 5 % das pessoas portadoras do gene HLA-B27 desenvolvam espondiloartrite, quando o gene é detetado em 90 % das pessoas portadoras da doença? Na realidade, vários fatores estão implicados nas doenças reumáticas, incluindo fatores ambientais ainda difíceis de quantificar, como o tabaco, a poluição, a alimentação, uma infeção... A Investigação ainda terá de fazer mais progressos neste domínio para que seja possível compreender melhor o importante papel desempenhado pelos fatores ambientais.

As doenças reumáticas são uma das principais causas de deficiência e de baixas médicas no meio profissional.

VERDADEIRO Estas doenças provocam grande sofrimento, deformações irreversíveis e, com o tempo, dificuldades de mobilidade, mas também um isolamento social que desgasta a vontade. Em França, representam o principal motivo de baixa médica (em média, dois meses de baixa por ano), e 20 % das pessoas diagnosticadas acabam por ter de deixar de trabalhar definitivamente.

A Fundação Arthritis sempre foi apoiada pela Clarins.

VERDADEIRO Afetado de uma forma muito próxima pelo sofrimento da sua mulher, que sofria de artrite reumatóide, Jacques Courtin-Clarins, fundador da marca Clarins, criou, em 1989, a Association de Recherche contre la Polyarthrite (Associação de Investigação contra a Artrite) (ARP). Em 2006, a associação dá lugar à Fundação Arthritis Courtin, presidida pelo Doutor Olivier
Courtin-Clarins. Esta Fundação independente e reconhecida como instituição de utilidade pública, perpetua a ação de Jacques Courtin-Clarins e permite alargar a sua investigação a todas as doenças das articulações, como as doenças reumáticas crónicas inflamatórias, mas também a artrose. Prisca Courtin-Clarins dá igualmente continuidade a esta iniciativa da família, ao integrar o Conselho de Administração da Fundação, como tesoureira, em 2015.
O seu principal objetivo é financiar a Investigação médica de muito alto nível e divulgar informação sobre estas doenças. Graças à ajuda do grupo Clarins, que suporta a totalidade dos seus custos de funcionamento, a Fundação pode canalizar 100 % dos donativos que recolhe para a Investigação.

A Fundação Arthritis colabora com outras fundações similares do mundo inteiro.

VERDADEIRO Com base no lema da Clarins,
"Juntos, fazer mais, fazer melhor e amar fazê-lo", há mais de um ano que a Fundação Arthritis acelerou a sua abertura à rede de investigação europeia e mundial. Foram estabelecidas relações com outras Fundações no mesmo domínio, como a Arthritis Research UK, no Reino Unido, a Reumafonds, na Holanda, a Reumatikerforbundet, na Suécia, o Institute for Arthritis Research, na Suíça, e a Arthritis Foundation, nos Estados Unidos. As informações relativas aos projetos de investigação apoiados pelas diversas Fundações são partilhadas e tornadas ainda mais visíveis e compreensíveis, para aumentar a coordenação dos esforços de investigação e impulsionar projetos de colaboração. Aliás, o Diretor da Arthritis Research UK faz parte do Conselho de Administração da Fundação Arthritis França desde 2015.